Aumento dos Juros é a causa do rombo nas Contas Públicas

No momento em que este texto estava finalizado para publicação, o governo acabava de anunciar um corte de R$ 26 bilhões no orçamento, dentre as medidas tomadas está o adiamento do reajuste dos servidores.

Como o mesmo já estava concluído, e como já abordava a questão – cobrir o rombo de R$ 30,5 bilhões no orçamento de 2016, considerei melhor publica-lo como estava, e deixar para outro texto, a analise dessas novas medidas.

Leia Mais

FALTA DE CORREÇÃO NA TABELA DO IR AUMENTA IMPOSTO PAGO PELO TRABALHADOR

[1] Já faz muito tempo, sabe-se que há um grande problema na carga tributária do país, principalmente com relação ao Imposto de Renda – IR.

O Brasil tem uma carga tributária das mais desiguais do planeta. Pois são os setores mais pobres da população, principalmente os trabalhadores [2], que em proporção a sua renda pagam mais impostos.

Assim a carga tributária ao invés de ser progressiva – onde os que têm a maior renda pagam, proporcionalmente, mais impostos, os impostos são regressivos, ou seja, quem ganha menos paga mais impostos, em relação a sua renda.

Inúmeros Estudos comprovam essa situação, inclusive da própria Receita Federal.

Leia Mais

O Superávit Primário e as Consequências para os Trabalhadores

O governo federal, não conseguirá atingir a meta de R$ 116 bilhões de superávit primário em 2014.

O superávit é o saldo do orçamento, despesas menos receitas, antes do pagamento dos juros e amortização da dívida.

Basicamente, em 2014 a meta não será atingida, em função dos R$ 75,9 Bilhões de desonerações fiscais concedidas pelo governo aos grandes empresários, até o mês de setembro.

Segundo o portal G1: “A meta de superávit primário do governo para este ano é de R$ 116,07 bilhões. Pela regra em vigor, que o governo tenta mudar no Legislativo, o abatimento máximo previsto em gastos do PAC e em desonerações é de R$ 67 bilhões. Com isso, o esforço fiscal não pode ficar abaixo de R$ 49,07 bilhões”.

Leia Mais

FALTA DE CORREÇÃO NA TABELA DO IR AUMENTA IMPOSTO PAGO PELO TRABALHADOR

[1] Já faz muito tempo, sabe-se que há um grande problema na carga tributária do país, principalmente com relação ao Imposto de Renda – IR.

O Brasil possui uma dos maiores índice de desigualdade social do mundo, também têm uma carga tributária das mais desiguais do planeta.

Ou seja, são os setores mais pobres da população, principalmente os trabalhadores[2], que em proporção a sua renda pagam mais impostos.

Assim a carga tributária ao invés de ser progressiva – onde os que têm a maior renda pagam, proporcionalmente, mais impostos, os impostos são regressivos, ou seja, quem ganha menos paga mais impostos, em relação a sua renda.

Inúmeros Estudos comprovam essa situação, inclusive da própria Receita Federal.

Leia Mais
Página 1 de 212